48 anos da Independência de Malta

Depois de alguns anos de negociações, o movimento de independência ganhou força e no dia 21 de setembro de 1964, um referendo mudou o rumo da história de Malta. Com aprovação de 54.5% dos eleitores, Malta deu seu grito de independência e tornou-se uma monarquia constitucional. (O posto de República só foi conquistado 10 anos depois)

Procurando alguma foto bacana para postar por aqui sobre o tema, descobri essas fotos que mostram o making of da produção do monumento ao Jum l-Indipendenza (Dia da Independência em maltês). O monumento feito de bronze e mármore foi criado pelo artista Ganni Bonnici e desde 1989 está na entrada Il-Mall de Floriana. Mas o que ele significa?

Foto: DOI
Foto: DOI
Foto: DOI

A estátua da Independência é um marco na carreira do artista que assina uma porção de monumentos da ilha. Segundo Bonnici, o monumento de 8,5 m mescla o abstrato e figurativo. A figura feminina simboliza Malta, as faixas abaixo de seus pés são as algemas do passado, das quais ela se soltou para dar um passo rumo ao desconhecido. E em uma de suas mãos, ela ergue firmemente a bandeira nacional.

Todos os direitos reservados a anspics

;

Foto do dia: O monumento ao episódio Sette Giugno

sete de junho monumento Malta

Conhecido como o Sette Giugno, este feriado maltês relembra o trágico acontecimento do dia em 7/06/1919. Depois da Primeira Guerra Mundial, o país que na época estava sob o domínio britânico enfrentou alguns problemas econômicos. Os malteses reclamavam que o custo de vida e o desemprego aumentaram substancialmente. A insatisfação dos malteses fez com que se unissem para reivindicar seus direitos. Aconteceram alguns protestos contra o governo britânico, mas os piores aconteceram no dia 07/06/1919 e resultaram na morte de quatro pessoas: Ġużeppi Bajjada, Manwel Attard, Wenzu Dyer and Karmenu Abela. Mas foi apenas em 1921, que os mártires tiveram seus desejos atendidos e Malta teve seu primeiro Governo Autônomo.  Em memória desses bravos malteses, este monumento da foto foi construído na praça St. George, onde essa foto foi tirada. Entretanto, atualmente, o monumento está no Hasting Gardens em Valletta. Aliás, esta é uma belíssima foto feita pelo jornalista cultural húngaro George Rumpler.

Foto do dia: Aniversário de 200 anos da Biblioteca Nacional de Malta

Biblioteca Nacional de Malta

Todo jornalista ama ler, tem adoração por livros e, no meu caso, tem um respeito enorme pelas bibliotecas. Por isso, fica aqui a minha homenagem aos 200 anos que a Biblioteca Nacional de Malta está completando este ano. Temos que agradecer a todos que lá trabalham por conservar algumas relíquias da história. Você pode imaginar o que é guardar livros impressos antes de 1500? Pois é, nessa biblioteca eles tem alguns desses tesouros, chamados de Incunábulos, um deles é o Ptolemy’s Cosmographia (Roma, 1490) que tem Malta no centro do Mediterrâneo desenhada em um mapa.

Em comemoração a todos esses anos de história a Biblioteca está com um programação especial entre os dias 04 e 10/06. Confira aqui.

Ah! E olha que bacana, o correio maltês fez um selo especial em comemoração a essa data, veja aqui.

Obs.: Além da bela arquitetura e estátua que tem ali, esse café bem na frente é um charme, não é verdade?!

Elizabeth em sua primeira visita a Malta como Rainha inaugurou o Commonwealth Air Force Memorial

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=hzsg8aqG9Mw&feature=youtu.be]

Entre os dia 02 e 05 de junho o Reino Unido esteve em festa por conta do Jubileu de Diamante de Elizabeth II. A rainha britânica está celebrando seus 60 anos de reinado. E como você sabe, Malta foi colônia britânica durante muitos anos e portanto a Rainha esteve por lá inúmeras vezes. Com isso, eu não poderia deixar de homenageá-la e, claro, trazer algumas curiosidades relacionada a esse tema. Como viram na foto que postei hoje Foto do dia: Rainha Elizabeth nos tempos que viveu em Malta, ela chegou até a morar lá durante 2 anos.

Mas esse vídeo de 1954 mostra a primeira vez que Elizabeth visitou Malta como rainha e mais com seus filhos a tiracolo. Sim, princesa Anne e príncipe Charles também aparecem nesse vídeo. A rainha esteve em Malta para a inauguração do Commonwealth Air Force Memorial. O monumento é uma homenagem em memória aos mais de 2000 aviadores da força aérea da da Commonwealth que morreram na Segunda Guerra Mundial e voaram a partir da Sicília, Malta, Tunísia, Argélia, Marrocos, África Ocidental, Iugoslávia, dentre outros. O Memorial está em Floriana e tem o nome de cada um dos aviadores escrito em sua base.

A águia foi esculpida por Charles Wheeler (1892-1974) e o monumento foi projetado pelo arquiteto Sir Hubert Worthington (1886-1963).

Foto do dia: Rainha Elizabeth nos tempos que viveu em Malta

princesa Elizabeth e o príncipe Philip e de  em Malta 1949
The Royal Collection © 2012

Em homenagem às comemorações dos 60 anos de reinado da Rainha Elizabeth II, a foto de hoje é dos tempos que ela ainda era uma princesa. A foto é de 1949 e mostra Elizabeth e seu marido, Philip, na Villa Guardamangia, em Malta. Elizabeth morou na ilha entre 1949 e 1951, para acompanhar o duque de Edimburgo que estava servindo à Marinha. Com certeza, este é o motivo da rainha ter um carinho muito especial pela ilha. Procurei a foto da casa que a rainha viveu, mas pelo o que descobri no Times of Malta, a casa que fica em Pietà está às ruínas. Um primeiro artigo  mostra a reclamação de um morador da cidade e um apelo do jornalista para que auxiliassem na reforma da casa, pois faz parte da história do país. Mas num segundo artigo, o prefeito de Pietà concorda que a casa tem um grande valor histórico, mas explica que o governo não pode fazer nada, uma vez que se trata de uma propriedade privada. =(

Também encontrei o vídeo desse momento da foto, dá uma olhada aqui.